Política antiagressão / antiassédio

O 1º Congresso Humanista Secular do Brasil (CHS 2012) tem a intenção de ser um espaço livre de agressões e assédio para todas as pessoas presentes, independentemente de gênero, identidade de gênero, orientação sexual, etnia, aparência física ou necessidades especiais. O Congresso Humanista Secular 2012 não tolerará agressões de qualquer forma contra qualquer pessoa presente ao evento, palestrante ou participante. Pessoas presentes que agridam outras poderão sofrer sanções ou ser retiradas do congresso.
 

Propósito

 
O propósito de nossa política antiagressão/assédio é impedir agressões e fornecer informações a respeito de como lidar com situações de agressão/assédio, caso elas ocorram, e não o de limitar interações sociais ou sexuais que sejam consensuais. Definimos “agressão/assédio” como um comportamento que:

 
• incomoda persistentemente outra pessoa, ou
• cria uma situação hostil, especialmente por meio de comportamento físico ou verbal indesejado, pela pessoa que o recebe.
 

O que é considerado agressão/assédio?

 
Comportamentos que podem configurar agressão/assédio incluem comentários ou ações discriminatórias, abuso pessoal, intimidação, perseguição, fotografias, filmagens ou gravações de áudio sem consentimento, interrupção constante de palestras ou outros eventos, contato físico inapropriado, atenção sexual indesejada e elaboração de uma acusação falsa de agressão/assédio contra uma pessoa inocente. Um exame crítico das crenças de outra pessoa, incluindo comentários críticos sobre as opiniões de outra pessoa, não configura, em si mesmo, assedio. O assedio pode se dar por meio de atitudes (inclusive verbais), ou por um padrão de atitudes (inclusive verbais), dependendo da natureza e gravidade da conduta.

 
Espera-se que participantes do evento respeitem o espaço pessoal alheio e aceitem “não” como resposta definitiva a um convite para qualquer atividade. Espera-se que, caso a pessoa seja solicitada a interromper seu comportamento agressivo, ela o faça imediatamente.
 

O que fazer em caso de agressão/assédio?

 
Se você sofrer agressão/assédio ou perceber que alguém está sofrendo agressão/assédio, por favor entre em contato imediatamente com a organização do evento. Membros da organização podem ser identificado/as através de crachás de organizadores do evento.

 
Quando agressão/assédio é reportada à organização após a conduta já ter cessado, medidas razoáveis serão tomadas a fim de determinar o que ocorreu, sem pressuposições prévias a respeito de culpa ou inocência. Tal procedimento, tipicamente incluirá conversas com eventuais testemunhas, e com o/a suposto/a agressor/a. Caso seja necessário, a organização entrará em contato com a segurança do local, ou as autoridades policiais locais e/ou disponibilizará alguém para acompanhar a pessoa agredida.
 
Se uma pessoa agredir outra presente ao evento, ou atividades organizadas com o evento, a organização poderá tomar qualquer providência que considere apropriada, incluindo advertir verbalmente o/a agressor/a, aplicar outras sanções que julgar necessárias, ou retirar o/a agressor/a do evento. Em caso de retirada, não haverá devolução da taxa de inscrição.
 
A organização do Congresso Humanista Secular 2012 tem o compromisso de fazer com que as pessoas presentes sintam-se seguras durante todo o evento, e de lidar de forma adequada com qualquer ocorrência de agressão/assédio.
 
 
 

Implementando a política antiagressão/assédio do CHS 2012

 
 

Como denunciar? 

 
 
A LiHS irá designar ao menos dois membros do comitê organizador, membros da Diretoria Executiva da LiHS, como responsáveis por lidar com qualquer ocorrência de agressão/assédio.
 
 

Orientações 

 
Avisos: Qualquer pessoa que participe da organização do Congresso ou que seja voluntária durante o evento pode advertir verbalmente qualquer pessoa presente ao Congresso que esteja agredindo outra pessoa. Tal fato deve ser reportado a um Representante com a maior celeridade possível.
 
Preenchendo formulários: Toda acusação de agressão/assédio deve ser levada a sério e registrada em um formulário de ocorrência por um membro da organização do evento ou do voluntariado. Nenhuma promessa específica deve ser feita a pessoas que reportam agressão/assédio a respeito da exata conduta que será tomada pela organização. Peça informações a fim de completar o formulário, mas não pressione a pessoa a fornecer informação se ela se mostrar relutante em fazê-lo. Caso a pessoa deseje, ofereça-se para arrumar alguém que a acompanhe, que pode ser um/a policial, se a pessoa assim o desejar. Respeite a privacidade de todas as pessoas envolvidas na ocorrência. Não forneça informações a respeito da ocorrência com ninguém que não seja Representante Designado/a pela organização do evento.
 
Expulsão: Uma pessoa pode ser expulsa por um Representante Designado/a se a agressão/assédio for considerada suficientemente séria – por exemplo, uma agressão/assédio cometida novamente quando a pessoa já foi advertida, uma pessoa que continua a agredir outra após ter sido solicitado que ela parasse, uma série de ocorrências que permita detectar um padrão constante de agressões, ou por uma única agressão/assédio que seja suficientemente séria (p.ex: agressão/assédio física  - consumada ou ameaçada, toques indesejados, exibicionismo, fotografias intrusivas, ou outro tipo de agressão/assédio de natureza sexual, etc).
 
Envolvimento de segurança do evento /polícia: Representantes podem contatar a equipe de segurança do evento, a equipe do local do evento ou a polícia local a fim de ajudar a lidar com uma ocorrência, se for considerado apropriado.
 
Declarações públicas: Membros da organização do evento e do voluntariado não devem fazer declarações públicas a respeito do comportamento de indivíduos durante ou após o congresso. Caso seja necessário, tais declarações serão feitas por Representantes Designados/as ou representantes do CHS 2012.
 

Distribuição destas orientações 

 
• Palestrantes: Cada palestrante deve receber uma cópia destas orientações antes do evento.
• Participantes:  Estas orientações devem ser incluídas no site do Congresso, e cópias impressas da devem estar disponíveis na mesa de credenciamento.
• Membros da organização e voluntários/as: todas as pessoas que participarem da organização e do voluntariado devem estar cientes da política antiagressão/assédio, ser informadas de que devem estar familiarizadas com ela e de que espera-se que elas a sigam. Todas as pessoas participantes da organização e do voluntariado devem estar preparadas para advertir qualquer pessoa presente que esteja agredindo outra e reportar o incidente para um/a Representante Designado/a.
 

 

O que a LiHS fará com os relatórios de ocorrência?

 
O comitê de organização do Congresso irá fornecer relatórios de ocorrência à LiHS, assim que o Congresso seja encerrado. A LiHS respeitará a natureza confidencial da informação dos relatórios e seguirá a legislação relevante no que diz respeito à privacidade e/ou proteção de dados. A LiHS irá fornecer dados dos relatórios de ocorrência, se for solicitada por autoridades policiais ou judiciárias, apoiadores ou patrocinadores, dentre eles a IHEU (International Humanist and Ethics Union) e a AAI (Atheist Alliance International).
 
Esta política antiagressão/assédio foi elaborada com base na política publicada pela AAI (Atheist Alliance International) em: www.atheistalliance.org/index.php?option=com_content&view=article&id=507&Itemid=30 e traduzida por Natasha Avital
Tecnologia do Blogger.

Busca

Swedish Greys - a WordPress theme from Nordic Themepark. Converted by LiteThemes.com.